23/05/16

Compro: Sangue Humano, Pagarei Bom Dinheiro - Apenas Virgens, Por Favor.

Essa história pertence a uma pequena série que até o momento conta com 4 contos sobre anúncios bizarros. Esse é o segundo conto. Para ler o primeiro, CLIQUE AQUI

-

Algumas pessoas me mandaram mensagens depois que postei o último anúncio, pedindo para ver mais alguns que removi do site desde que comecei a trabalhar aqui. Tenho que admitir, arquivei alguns desses, principalmente para o entretenimento mórbido dos meus amigos quando eles vem me visitar. Então acho que tambémeu possa dividir com um público maior.

Essa pérola foi postada da seção de Homens Procurando Mulheres - uma seção reservada para pervertidos geralmente inofensivos e alguns predadores sexuais. Normalmente, são bem engraçados, mas admito que fiquei um pouco apreensivo quando vi o titulo "Compro: Sangue Humano, Pagarei Bom Dinheiro - Apenas Virgens, Por Favor".

Eu notifiquei as autoridades, tentando evitar mais uma manchete de "Assassino dos Anúncios" por todos os jornais, mas não conseguiram encontrar nada a respeito. É melhor que você leia com seus próprios olhos e entenda o porquê de eu ter feito isso. Mais uma vez, informações de contatos foram removidas. 

***


Você é uma estudante que precisa de um dinheiro extra e que conseguiu se abster de sexo até agora? Ou talvez alguém sem sorte, que vive apenas para pagar contas, que nunca tenha tido nenhuma experiência com homens? Se sim, eu e minha esposa temos uma ótima oferta para você, e pedimos que continue a ler esse anúncio com carinho. 

Estamos dispostos a pagar até U$300 por 500 ml do seu sangue, a cada quinze dias. Sem cheques, sem complicações, sem nada nas entrelinhas. Apenas U$300 em dinheiro por 500 ml do seu líquido vermelho a cada duas semanas. Qualquer pessoa, desde crianças até idosos podem nos contatar, contanto que possa comprovar que é virginal e que pode providenciar a papelada médica confirmando a qualidade do seu sangue para o nosso ponto de encontro.  

Eu mesmo trabalho como enfermeiro fazem três anos, então posso garantir que a retirada do sangue será limpa, segura e profissional - sem mencionar, claro, financialmente lucrativa para você e seus entes queridos. Porém, se você sofre de Aicmofobia, eu não incentivaria a sua inscrição. Não desejo tirar ninguém de sua zona de conforto. 

Minha esposa e eu preferimos que os encontros sejam feitos com a máxima discrição, então serão feitas em locais de sua preferencia (contanto que sejam ambientes higienizados, como hotéis pré-selecionados, para excluir conexões tanto com o meu ou o seu lar). Esses encontros acontecerão até quando forem necessários (para ambas as partes), e já peço desculpas adiantadas por não ser muito sociável - gosto de me concentrar quando trabalho, para poder te proporcionar mais segurança e conforto. 

Agora, suponho que você queira saber o contexto por trás disso, sendo que provavelmente já adivinhou que esse sangue não irá ser colocado no estoque do Banco de Sangue. Não, há uma necessidade de urgência relacionada à suas doações aqui, porque o meu tempo está se esgotando. 

Tenho certeza que todo marido amoroso faria qualquer coisa para agradar sua esposa, mas a minha mulher, Anna, sempre teve alguns apetites estranhos. Antes que você pense em qualquer coisa, já digo que não tem relação com nada carnal, quero dizer, apetite de verdade - apetites que não são fáceis de saciar. Por favor, não pense mal dela, porque honestamente é a mulher mais doce que você poderá conhecer. Desde que ouvi pela primeira vez sua risada angelical e aqueles lindos, profundos olhos azuis, já me tinha na palma de sua mão.

Desculpa, estou devaneando novamente; Só quero colocar as coisas em perspectiva para você. Minha esposa não é uma pessoa ruim, nem um pouco, ela apenas é meio viciada. Ela ama pessoas, e é tão humilde que mal coloca um pé na frente do espelho. Ela tem um tipo de bondade e beleza discreta que você raramente encontra hoje em dia. 

Nós nos conhecemos na faculdade; foi minha primeira namorada, e não consigo me imaginar com mais ninguém. Todas as vezes que ela passava o algodão com álcool por cima das minhas veias, depois pressionava a agulha para baixo e começava a puxar a seringa, sempre achei que eu tinha um fetiche obscuro, ou um efeito de anemia severa. Basicamente eu estava fazendo duplos twists carpados mentais para conectar todos esses pontos racionalmente.

O fato é que, com o tempo, percebi que beber sangue era apenas uma fonte de alimentação para ela. Ela até comia as vezes um filé mal passado, mas honestamente, eu era a única refeição - um apelidinho que ela havia me dado - que a satisfazia.  Me deu um senso de obrigação, como se só eu pudesse ajudá-la a satisfazer essas necessidades inconvencionais.

 Ela normalmente tomava o suficiente para me deixar um pouco tonto, mas nunca demais para me deixar realmente mal, então eu a saciava - ela dizia que passava cada dia da semana ansiosa para sugar minhas "veias suculentas" e cara, era verdade.

Você faz coisas bem estranhas por amor, então espero que você não me julgue muito por expressar o meu.

Avançando a história alguns anos, nós nos casamos. Apesar de beber meu sangue a cada quinze dias, Anna era perfeita para mim, e eu ficava mais do que feliz de perder um litro de sangue por mês para continuar me relacionando com ela. É uma situação que só acontece uma vez na vida, esta de encontrar alguém que parece que foi feita para você.

Nosso casamento foi consumado na noite de núpcias, era minha primeira vez, e quando o teste de gravidez se mostrou positivo depois de algumas semanas, fiquei em um misto de medo e euforia.

Já Anna não ficou tão contente. Os enjoos matinais a afetavam muito; parecia apenas um fantasma do que um dia fora, esguia e pálida. Notei que havia parado de tomar meu sangue, e quando perguntei o motivo, falou que era por eu não era mais virgem. Meu sangue não a saciava mais.

Tentamos viver uma vida normal depois disso - Anna estava simultaneamente ficando mais redonda, porém mais magra, e seu adoecimento só parecia piorar. Agora não era apenas os enjoos matinais, ela estava definhando, cada vez mais frágil. Durante a noite eu rezava silenciosamente por respostas, por um jeito de salvar minha esposa. 

Então, um tipo de milagre aconteceu. Um dia cheguei em casa e Anna estava brilhando, como se estivesse em perfeito estado de saúde novamente. Era uma sensação maravilhosa ver aquela mulher linda, brilhante e radiante, a pessoa por quem eu havia me apaixonado. Tenho que admitir que ela estava um pouco calada, como se fosse uma confissão silenciosa de sua culpa, mas na época eu estava feliz demais para perceber. 

Aquela felicidade toda foi estragada mais tarde quando eu estava vendo as notícias e passava uma manchete de emergência sobre uma menininha que havia desparecido enquanto fazia seu caminho para a escola. Teria sido bobo da minha parte fazer essa ligação lógica, se eu não conhecesse Anna tão bem.  Ela não é cruel, nunca foi - essa mulher não tem coragem nem de matar uma mosca que entre em nossa  casa - mas Anna não desistiria de viver se achasse um jeito de reverter isso. Anna ama estar viva. 

Quando, alguns dias depois, achei um lacinho cor de rosa jogado no lixo da nossa garagem, minhas piores suspeitas foram confirmadas: Anna estava tendo... desejos na gravidez. Nunca conversamos sobre, mas acho que ela sabia que eu sabia, e eu quase podia ver uma nuvem de culpa e vergonha pairando sobre sua cabeça, no momento que devia ser os melhores meses de nossas vidas. 

Não, eu não a denunciei. Provavelmente era o certo a se fazer, mas sei que ela não conseguiu se controlar. Tenho certeza que, seja lá o que tenha feito, foi rápido e com humanidade, e mesmo que me doa pensar nisso, percebi que é algo de sua natureza. Não podemos evitar quem somos.

Durante a gestação de Anna, mais três garotinhas sumiram. Os jornais eram resumidos em pais e mães chorando, implorando para saber o que havia acontecido com suas filhas. Foi o período mais difícil do nosso relacionamento, mas quando nossa pequena Molly nasceu, tudo parecia certo de novo.

Ela era tão pequena e frágil, tão inocente, fez com que o lado carinhoso de Anna aflorasse mais. As garotinhas pararam de desaparecer, Anna parou de ter desejo por sangue, e nos dois primeiros anos de vida de Molly parecíamos uma família de verdade. Nós ríamos, brincávamos como qualquer outra família normal. 

Há alguns meses atrás até achei que estávamos prontos para deixar o passado para trás e superar isso tudo.

Só que recentemente... Anna está ficando com essa expressão faminta toda vez que poem seus olhos em Molly, é um olhar que me assusta, sabendo do que Anna é capaz. Se ela fizer algo, sei que não será sua culpa, mas não posso nem chegar a pensar em deixar isso acontecer. É por esse motivo que preciso do seu sangue, e estou disposto a pagar um bom dinheiro por ele.

Não quero que Anna coma Molly assim como comeu as outras menininhas.

Se você estiver interessado(a), por favor, entre em contato seguindo as instruções que colocarei abaixo. Não acho que temos muito tempo.

  • Por favor, não nos contate com quaisquer ofertas não solicitadas ou pedidos.
-


O próximo conto será "Ambiente de Moradia Compartilhada - Procura-se Colega de Quarto" e será postado em breve! Espero que gostem!   

Se gostou desse conto,  comente, só assim saberemos se vocês estão gostando dos contos e/ou séries que estamos postando. A qualidade do nosso blog depende muito da sua opinião! Obrigada!

KEEP CREEPYING!


22/05/16

Annie96 está digitando...

Tá dormindo??
não.. acho que você também não tá :p
não consigo... é o vento... soa como gatos brigando... e vc, fazendo o quê? :p
estudando :(
 então é assim que você chama o pornô? :p
annie vsf!!!
ué, não vai negar? :p
eu ainda não posso acreditar no que o johnny fez hj!!
nem eu... aquele menino têm problemas...
krl o vento tá muito alto... nem mesmo parece normal lol
sem vento por aqui. só chuva.
sorte a sua. preciso do meu sono de beleza! :p
com certeza vc precisa ;)
q? vc disse que eu
  merda, acho que ouvi passos lá fora
chama seu pai pra ver isso ué :p
tô em casa sozinha! o povo foi curtir o feriado, lembra? te falei isso!
sério? até quando?  devíamos sair :D
parecem mesmo pegadas, mas há algo de estranho com elas... eu devia olhar pela janela mas minha cama tá tão quentinha!!
tem certeza de que quer olhar pela janela enquanto tá sozinha? E se estiver alguém te olhando? :p
NÃO TEM GRAÇA DAVID
uau calma.. tô certo de que não é nada
  vou ver, volto logo
se tiver algo de errado na sua vizinhança
quem vc vai chamar?
David tem alguém no jardim!!!
sérião?
SIM. vejo um homem de costas...
o que ele está fazendo?
ele tá... procurando alguma coisa? vejo as mãos e os joelhos dele nos arbustos...
haha ele deve tá chapado... provavelmente procurando as drogas dele :p
david é sério! o que eu faço??
nada? ele deve ir embora por conta própria :)
amds agora ele tá cavando com as mãos.. ele tá arruinando o jardim!
merda ele tá se virando
com quem ele se parece?
DAVID KRL ISSO NÃO É ENGRAÇADO
O quê??
Como vc tá fazendo isso?
do que vc tá falando??
posso ver você! no meu jardim! como você tá escrevendo sem tocar no seu celular? olha pra cá! tô balançando a mão pra vc?
krl annie vc tá me assustando tbm.. eu não tô no seu jardim. Não sou eu.
PARA DE BRINCADEIRA. tô vendo sua cara. vc tá usando aquela jaqueta de futebol que vc ama tanto!
deve ser alguém parecido comigo.. honestamente annie tô em casa. eu não ia zoar com uma coisa dessas.. :)
deve ser um amigo seu david.. zoando pesado.. como ele pegou sua jaqueta??
há milhares delas! meus amigos não se parecem nada comigo... vc pensa demais em mim ;)
ele tá cavando dnv
krl, sai daí!!!
annie, vc tem alguma arma em casa?
ñ seja estúpido david. eu não conseguiria matar ngm.
vc não precisa usá-la. apenas mostre que vc tem ela.
sua jaqueta ñ tem seu nome nela?
s todas tem o nome atrás
eu tô vendo seu nome krl!!!
q
QUE PORRA É ESSA DAVID?
Annie a minha jaqueta tá no meu guarda roupa.
KRL ELE ME VIU
PQ ELE TÁ RINDO ASSIM?
ELE TÁ VINDO
LIGA PRA POLÍCIA!!!
ANNIE?!
ANNIE RESPONDE
chamei a polícia, falei pra eles irem e chegarem com cuidado. disseram que vão, mas que vão demorar meia hora
annie vc tá aí?
aquilo entrou na casa. não posso falar, tenho que estar quieta. luzes apagadas.  tô no armário com uma faca. difícil digitar tremendo tanto assim
krl krl a polícia vai estar aí em vinte minutos vc sabe como ele entrou ai?
AQUILO. não ele. o olhar que ele me lançou quando me viu... ngm pode lançar um olhar daqueles..
jesus ele sabe onde vc tá?
ñ eu peguei a faca quando eu vi aquilo correndo em direção a casa
ok vc estará bem.. um drogado não tem cabeça para encontrar alguém no armário.. a polícia chegará aí em breve!
meu deus aquela coisa tá me chamando
não soa como você david
a voz daquilo é tão profunda
preenchendo a casa
preenchendo minha cabeça
o qq isso tá falando
"sai daí annie."
"só quero te ver"
fica repetindo e repetindo
eu enlouqueci david?
é assim que é ser louca?
só mais 10 minutos annie! mantenha a calma! vc é forte, vai se sair bem dessa!
tá subindo as escadas.. lentamente.. passos irregulares
pq se parece com vc david? pq vc??
sei lá annie!! pfvr acredita em mim
vc pode fazer isso parar?
pfvr faça isso parar
eu iria se eu pudesse
aquilo tá no final do corredor
david eu não disse nada para os meus pais quando eles sairam
eu tava ouvindo música
será que foi a última vez que eu ví eles?
annie
tem algo à ver com vc David.. só vc pode fazer aquilo parar.. pensa rápido..
EU NÃO SEI ANNIE MDS PFVR PARA DE ZOAR
pfvr...
deve ser... pq eu penso em vc muito
eu penso em vc o tempo todo
então para.
  ñ sei como
tá aranhando as paredes tentando me alcançar...
tô tentando. tentando muito
ele tá parando. tenta mais.
seja lá o q vc tá fazendo, tá funcionando.
parou. eu não posso ouvir mais nada.
serio?? não saia ainda! fica até a policia chegar!
e o qq eu vou falar para eles?
TUDO annie TUDO oq vc me disse
Eu não sabia que você sentia isso sobre mim, David :)
tô tão feliz que ele se foi
Você pode vir aqui amanhã, David? Quero muito te ver :)
com certeza que eu vou annie
Bom! Mal posso esperar!
annie...
annie como eu sei que é vc?

annie96 está offline